segunda-feira, 2 de julho de 2012

Frango com Ameixas, Marjane Satrapi



Marjane Satrapi me surpreendeu em fevereiro com Persépolis, que eu resenhei aqui no blog. Desde então, minha vontade de ler mais de suas HQ´s só cresceu mas como tinha outras leituras na fila esperei. Há alguns dias me deparei com Frango com Ameixas  na biblioteca da escola em que trabalho e sem esperar mais, trouxe-o para casa a fim de me lambuzar com ele.

Enquanto Persépolis é a autobiografia da autora, Frango com Ameixas (Cia das Letras, R$ 36,00) é uma história de família, ou melhor, a história trágica do tio avô de Marjane, o músico Nasser Ali Khan. O livro possui uma linguagem fácil e por ser tão marcante é envolvente e impossível de se abandonar pela metade. O traço de Satrapi é muito bonito, apesar de ser extremamente simples.

A narrativa começa com uma discussão na qual a esposa de Nasser Ali quebra seu tar, um instrumento persa de cordas que não era apenas a ferramenta de trabalho do músico, mas também sua vida, sua paixão. Depois do incidente, Nasser Ali procura outro tar, mas não encontra nenhum que lhe proporcione o mesmo som. O músico, cansado da vida, da esposa e dos filhos, decide deitar e esperar que a morte o encontre, o que acontece oito dias depois. Durante os dias em que espera a morte vir lhe buscar, Nasser Ali lembra de fatos e pessoas (uma moça em especial) que passaram por sua vida. 

Frango com Ameixas, ao meu ver, mostra como escolhas erradas podem nos perseguir até nos enlouquecer. Nasser Ali fica preso nas lembranças que o assombram como fantasmas do passado, permanece preso na ideia do homem que poderia ter sido e não foi, filho de uma sociedade onde tudo é negado e angustiado por não ter tido autonomia suficiente para escolher seu destino vê na morte a solução mais fácil para seus problemas.

A HQ, sob a direção de Satrapi virou filme e foi exibido no festival de Toronto. O trailer e outras informações podem ser vistos aqui.

4 comentários:

Luciano A.Santos disse...

Aléxia, já estive com Persépolis nas mãos durante a feira do livro de uma cidade vizinha, mas deixei pra comprar depois e acabaram o fazendo antes de mim...ainda tenho que ler, assim como esta.

Aléxia Roche disse...

Leia mesmo Luciano! Tanto Persépolis como Frango com Ameixas são HQ´s completamente inusitadas e bem feitas.

Obrigada pela visita!

Raíssa disse...

Frango com Ameixas é muito lindo! Adorei quando li. :) Já leu Bordados, tbm da Marjane? É ótimo!

bjs!

Aléxia Roche disse...

Também adorei Raíssa! Bordados está na minha wish list, vou ver se consigo comprá-lo na bienal!

Beijos